Contabilidade – Embalagens – Custo ou despesa?

Contabilmente, as embalagens são parte
integrante do custo de produção ou são despesas de vendas? Essa dúvida
é bastante comum nas empresas industriais.
A
resposta para essa questão é teoricamente simples, mas na prática
costumam ocorrer situações em que tem-se muita dificuldade para a
aplicação da regra teórica.
As embalagens, na teoria contábil,
fazem parte do custo de produção, por isso devem integrar o custo dos
estoques e o custo dos produtos vendidos no momento da transação de
venda, nas situações em que são utilizadas antes de o produto estar em
condições de venda.
Isso significa que, ao sair da área de produção e se destinar à comercialização, o produto já vai embalado.
Essa embalagem é parte integrante do custo de produção e precisa ser contabilizada no mês de sua utilização, como se segue:

D – Custo de Produção – Embalagens (CR)

C – Estoque de Embalagens (AC

Se
o produto já é considerado pronto para a venda sem a embalagem, que
acaba sendo uma opção na hora da entrega, o procedimento indicado é
considerar esse gasto como parte da despesa de venda e sua apropriação
contábil dar-se-á no momento da sua utilização por meio do seguinte
lançamento:

D – Despesas com Vendas (CR)

C – Estoque de Embalagens (AC)

AC = Ativo Circulante
CR = Contas de Resultado