Notícias


Tributação bate recorde e ultrapassa 36% do PIB

Folha Online

Os brasileiros nunca pagaram tanto em tributos como em 2007, mostra reportagem da Folha de S.Paulo (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal). A carga tributária baterá novo recorde, superando 36% do PIB (Produto Interno Bruto).

Os números significam que, de cada R$ 100 em riquezas que o país gerou neste ano, R$ 36 foram para os cofres dos governos federal, estaduais e municipais. O governo diz que a carga fiscal aumentou porque a economia cresceu.

Essa voracidade fiscal fez com que os brasileiros tivessem de trabalhar 146 dias –até 26 de maio– apenas para cumprir suas obrigações tributárias com os três níveis de governo, segundo estudo do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).

De acordo com o instituto, apenas os suecos (185 dias) e os franceses (149 dias) trabalham mais que os brasileiros para cumprir tais compromissos. Os norte-americanos dedicam 102 dias de trabalho ao fisco; os argentinos, 97 dias; e os chilenos, 92 dias.

Para 2008, a boa notícia, segundo o IBPT, é que a carga tributária poderá baixar –desde que o governo não eleve alíquotas de outros tributos que não dependem de aprovação do Congresso (como IOF, IPI e CSLL) para compensar o fim da CPMF.