Logo Leandro e CIA

Tarifas bancárias têm diferença de até 259%

Publicado em:

Pedro Henrique França

SÃO PAULO – A diferença entre os valores das tarifas avulsas cobradas pelas instituições bancárias chegam a 259,28%. É o que informou a Fundação Procon-SP, que divulgou nesta segunda-feira, 2, um levantamento sobre as tarifas bancárias praticadas pelos bancos. Dentre os itens comparados, a maior diferença foi verificada no serviço de manutenção do cartão magnético (função débito). Enquanto a Nossa Caixa cobra de seus clientes um valor de R$ 6,00, o Safra tem o serviço por R$ 1,67 – diferença de 259,28%.

A diferença de valores no levantamento do Procon-SP também atingiu patamar relevante com relação à renovação da conta corrente especial ativa. Os bancos Bradesco, Caixa Econômica Federal e Nossa Caixa cobram pelo serviço uma tarifa de R$ 15,00. Já o Banco Safra cobra R$ 34,00, o que aponta uma diferença de 126,67%.

A pesquisa da instituição, com base em 1º de fevereiro deste ano, se concentra nos itens mais demandados pelos consumidores. Entre os produtos avaliados estão: renovação do cadastro da conta corrente especial – pessoa física; manutenção de conta corrente especial ativa; renovação do cheque especial; remessa domiciliar do talão de cheques; manutenção do cartão magnético (função débito) conta corrente especial; extrato semanal no terminal eletrônico e saque no terminal eletrônico da rede/auto-atendimento.

Dentre estes sete itens pesquisados, dois – extrato semanal no terminal e saque no caixa eletrônico – não puderam ser avaliados, segundo o Procon-SP, "devido à diversidade na apresentação do serviço".

Para a pesquisa, o órgão de defesa do consumidor traçou um perfil de cliente hipotético (pessoa física), que fosse titular de uma conta corrente com limite de crédito e que utiliza regularmente os principais serviços, necessários para movimentação e controle de sua conta.

Outros serviços

Para envio de talão de cheques via correio, o Banco Safra tem a menor tarifa – R$ 3,60 -, e os bancos Itaú e Banco do Brasil apresentaram o maior valor (R$ 6,00). A diferença neste caso é de 66,67%. Este mesmo porcentual, de 66,67%, foi verificado no serviço de renovação do cheque especial. Enquanto o Banco Safra cobra de seus clientes uma tarifa de R$ 15,00, a Caixa Econômica Federal cobra R$ 25,00.

O serviço de manutenção de conta corrente especial apresentou índice menor de diferença – 28,57%. Os bancos HSBC e Itaú cobram de seus clientes R$ 9,00 e a Nossa Caixa cobra R$ 7,00.

Na média, entre os bancos avaliados, com exceção dos dois itens já citados, todos os serviços/produtos apresentaram alta com relação a 1º de fevereiro de 2006. A mais expressiva foi verificada no envio de talões de cheque, que de 2006 para este ano sofreu variação positiva de 15,94%. Também relevante foram as altas nos serviços de manutenção de conta corrente (13,87%) e renovação do cadastro da conta corrente (12,89%).

Quando apurados os valores dos pacotes ou cestas de serviços oferecidos pelos bancos, constatou-se que, em média, em fevereiro de 2007, o cliente "hipotético" pagou por mês R$ 21,34. O valor apresenta uma redução de 5,07% comparado ao mesmo período de 2006, quando o valor, em média, era de R$ 22,48.

Já anualmente, num comparativo entre pacotes/cestas e tarifas avulsas, o Procon-SP detectou que compensa mais o consumidor optar pelo pacote do que pagar individualmente por cada serviço ou produto. Enquanto em um pacote, o consumidor pagaria, em média, por ano R$ 256,12, este valor subiria para R$ 347,40 pelas tarifas avulsas. Assim, o "hipotético" cliente economizaria R$ 91,28 se optasse pelo pacote.

As dez instituições bancárias apuradas pela Fundação Procon-SP foram: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander Banespa e Unibanco.

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: