Notícias


Suspensos mais de 7 milhões de CPFs de contribuintes que não declararam por dois anos

Edla Lula
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Receita Federal suspendeu 7.422.833 Cadastros da Pessoa Física (CPF) porque os seus portadores deixaram de enviar a declaração de Imposto de Renda ou a declaração de isento no ano passado e no anterior. O contribuinte que desejar saber se está na lista poderá obter a informação na página da Receita na internet www.receita.fazenda.gov.br, digitando o número do CPF.

Para regularizar a situação, o contribuinte deverá se dirigir a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios, munido de carteira de identidade. Ao preço de R$ 5, será possível reativar o mesmo número anterior.

Outros 20.601.157 contribuintes estão com o cadastro pendente de regularização porque não declararam por um ano. Caso eles não o façam este ano, entram para a lista de suspensos. A informação sobre as pendências também pode ser verificada na página da Receita.

“Há muitos CPFs que se referem a pessoas que precisavam do documento apenas por causa de uma caderneta de poupança – como é o caso de crianças, ou para entre nos programas de financiamento estudantil, como os adolescentes. Elas só vão regularizar a situação quando tiverem necessidade de utilizar o documento novamente”, disse o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

Ao todo, existem 39.688.419 CPFs suspensos porque, segundo Adir, “cada vez mais o documento é exigido hoje”.