Notícias


Sped Contábil: 35 mil empresas ainda não o entregaram

Obrigação fiscal vence no dia 30 de julho. Para Expert, o atraso deve-se ao fato de que 25% das empresas iniciaram projeto apenas este ano

A pouco mais de uma semana do prazo final para a entrega do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) -do dia 30 de julho -35 mil empresas, de um total de 140 mil enquadradas no lucro real, ainda não cumpriram a obrigaçãocom a Receita Federal. A informação é do professor Roberto Dias Duarte, coordenador acadêmico daEscola de Negócios Contábeis e Expert do FinancialWeb.

"Em um universo de 5 milhões de empresas, esse número é ínfimo, mas ao compará-lo ao total de companhias tributadas pelo lucro real, que são as que mais faturam – e portanto, as que, em tese, tem melhor estrutura contábil e tecnológica – realmente percebe-se a que trata-se de um situação delicada",afirmou Duarte.

Ainda segundo o especialista, o que chama a atenção sobre a relação das empresas com oSped Contábilé que 25% delas começaram apenas este ano a implantar esse projeto relativo aos fatos contábeis de 2009, e muito provavelmente são as que ainda não entregaram o arquivo. A data anterior de envio era dia 30 de junho, mas foi prorrogada em um mês.

"Para essas empresas, certamente faltou planejamento, pois é necessário se verificar os dados logo após o exercício. A preparação e a auditoria das informações e a verificação de qualidade dessas informações devem ser feitas previamente", disse.

Além disso, de acordo com o professor, outros fatores colaboram para a não entrega do documento, com destaque para a falta de atualização de parcela significativa dos profissionais responsáveis pelas áreas financeiras e contábeis.

"Na Era do Conhecimento, quem não buscar reciclagem permanente simplesmente será excluído do mercado. Devemos lembrar que o "ativo intelectual" faz toda a diferença na competitividade empresaria nos dias atuais. Portanto, economizar neste item é um péssimo negócio",explicou.

Leia mais:

Sped Contábil: veja o que fazer em perda de prazo