Notícias


Simulador de tributação orienta empresário a fazer opção

Desenvolvido pelo Sebrae no RN, sistema está em fase experimental, mas simulações realizadas registraram casos de redução de tributação de até 46%

Dilma Tavares

Brasília – No mês de abril, provavelmente após a Páscoa, o Sebrae no Rio Grande do Norte começa a operar um simulador de tributação com base no Simples Nacional, conhecido como Supersimples. Trata-se do novo sistema de tributação criado pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas e que entra em vigor a partir do dia 1º de julho.

O simulador foi desenvolvido pelo Sebrae naquele Estado e leva em conta as tributações pelo lucro real, presumido, arbitrado e o Supersimples. O objetivo é possibilitar aos empresários verificar se é vantajoso, ou não, entrar nesse novo sistema de tributação. Com isso, eles terão mais segurança na tomada de decisão.

“Com esse simulador, o empresário pode comparar a atual situação da empresa com a tributação pelo novo sistema de tributação, verificando se haverá economia”, explica o superintendente do Sebrae no Rio Grande do Norte, José Ferreira de Melo Neto. Ele informou que as simulações também poderão ser feitas por quem pretende abrir ou legalizar uma empresa.

De acordo com o superintendente, como o simulador reúne grande número de informações técnicas, não será colocado no site do Sebrae no Rio Grande do Norte para uso direto pelo empresário. “As informações serão operadas pelos funcionários do Sebrae, por solicitação dos clientes, e por contabilistas que assessorarão os empresários nas simulações”.

Desde o dia 2 de abril, o sistema está em operação de forma experimental. Até agora, foram feitas 59 simulações de casos reais e, em todas, ficou clara a vantagem dessas empresas optarem pelo Supersimples. O superintendente José Ferreira disse que há casos de empresas que pagam tributos atualmente pelo lucro real e que com a entrada em vigor do Supersimples pagarão até 46% a menos.

O funcionamento do simulador de tributação foi apresentado pelo superintendente José Ferreira ao presidente do Sebrae Nacional, Paulo Okamotto, esta semana. Ele comentou que “a simulação é importante para que os empresários e seus contadores verifiquem se será vantajosa para as empresas a entrada no novo sistema.” Também assistiram à apresentação, outros integrantes do Sebrae Nacional, do Sebrae no Distrito Federal e representantes dos contabilistas.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias – (61) 3348-7494
Sebrae no Rio Grande do Norte – (84) 3616-7900