Notícias


São esperadas 3 mi MPEs para certificação digital

Até 2010, o Sebrae e seus parceiros esperam que 3 milhões de micro e pequenas empresas estejam aproveitando os benefícios da certificação digital. A consultora da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae, Helena Rego, explica que as vantagens para as empresas são inúmeras, mas as principais são a desburocratização e a simplificação de processos, que são traduzidos em agilidade, informou o site InfoMoney.

"Para resolver pendências com a Receita Federal, não será mais necessário comparecer presencialmente", exemplifica. "O relacionamento com a Receita fica mais rápido e estreito", garante.

Existem ainda outros benefícios, como a ampliação da facilidade para exportar, participar de licitações e a própria economia de tempo e materiais. "Já é comum a exigência da certificação digital para participar de pregões eletrônicos."

De acordo com a consultora do Sebrae, a certificação digital ainda torna os sites das empresas mais seguros. "Ela dá legitimidade ao site e favorece a confiabilidade do consumidor."

O Sebrae e as entidades parceiras pretendem atingir a meta por meio de algumas frentes de trabalho. A primeira é a divulgação dos benefícios aos empresários. Um segundo grupo estuda a melhoria do custo para uma empresa ser certificada. "Hoje, para uma empresa obter a certificação custa entre R$ 150 e R$ 380, o que pode ser muito aos microempresários. Além disso, a validade é de três anos", afirma Helena. "Porém, se eles pensarem nos gastos com a papelada e o motoboy, notarão que esse custo não é assim tão alto", defende.

Uma terceira frente de trabalho estuda a melhoria da logística, para viabilizar a disseminação da certificação. "Caso o programa seja bem-sucedido, ainda não sabemos ao certo o que é preciso para atender toda a demanda de empresas". Por fim, um último grupo de trabalho estuda o que poderia ser feito, em termos de marcos regulatórios, para facilitar a entrada de novas empresas certificadoras no mercado.