Destaque Notícias


Rendimento da poupança mudará de novo com queda dos juros

Correio Brasiliense

 

 

 

 

 

Os investidores que aplicam na caderneta da poupança devem se preparar para mudanças no rendimento da mais tradicional aplicação financeira do país. Motivo: a queda da taxa básica de juros (Selic) dos atuais 12,25% para 8,5% até o fim deste ano, como prevê o mercado.

 

Por lei, quando a Selic atinge 8,5% ao ano ou fica abaixo desse patamar, a remuneração da poupança passa a acompanhar a taxa básica. Ou seja, a caderneta passa a render 70% da Selic mais a variação da taxa referencial (TR). Pelo modelo antigo, a poupança paga 0,5% ao mês (6,17% ao ano), mais a variação da TR.

 

As mudanças na remuneração da poupança foram feitas em 2012 pela então presidente Dilma Rousseff, que, à época, obrigou o Banco Central, comandado por Alexandre Tombini, a derrubar a taxa básica para até 7,25% ao ano. Nesse patamar, a poupança teria remuneração maior que os fundos de investimentos, os maiores financiadores da dívida pública. Era preciso evitar uma fuga de recursos dos fundos para a caderneta.

 

A bravata com os juros, porém, durou apenas seis meses, pois a inflação disparou. O BC foi obrigado a aumentar a Selic e, pouco tempo depois, a regra nova de remuneração da caderneta havia sido deixada de lado. Passou a valer, novamente, a regra antiga, de 0,5% ao mês mais a TR.

 

Inflação

 

Agora, acreditam os especialistas, a queda dos juros será mais consistente e duradoura, porque a inflação está sob controle e caminhando para se situar abaixo do centro da meta, de 4,5%. Não por acaso, vários especialistas dizem que a Selic pode cair até os 8%, o que ratificaria, de vez, a mudança nos ganhos da poupança.

 

É preciso fazer uma ressalva: os depósitos realizados até 3 de maio de 2012 continuam sendo corrigidos pela regra antiga. O ganho atrelado a Selic só passou a valer para os depósitos realizados a partir daquela data. É um pouco confuso. Por isso, os investidores devem ficar atentos para ver até que ponto a poupança será uma boa opção de investimentos.

 

Mês após mês, a caderneta vem perdendo recursos justamente porque há melhores opções de investimentos no mercado. Tudo, porém, requer atenção e paciência dos poupadores para fazer as contas e ver qual a melhor opção de aplicação de acordo com o seu perfil e as necessidades de caixa. Os ganhos da poupança não pagam Imposto de Renda.