Logo Leandro e CIA

Reforma tributária tramitará por dois anos, afirma ministro

Publicado em:

DA SUCURSAL DO RIO

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse ontem que o projeto de emenda constitucional da reforma tributária será levado ao Congresso até setembro deste ano. Daí em diante, ele prevê um prazo de até dois anos de tramitação e regulamentação da emenda.

“É uma tarefa para o segundo mandato do presidente Lula”, afirmou o ministro.
A proposta já está pronta. Agora, a Fazenda costura os acordos com os Estados sobre a criação do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) estadual com uma legislação e alíquotas unificadas. O imposto substituirá o ICMS, cujas regras são diferentes em cada Estado.

O outro pilar da proposta é a criação do IVA federal, que vai incorporar os atuais impostos da União, como IPI, PIS, Cofins e Cide.
O objetivo, diz Bernardo, é “simplificar” o sistema e elevar a receita com o aumento da base de contribuintes.

Segundo o ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, a reforma deverá contar com uma fase de transição para compensar eventuais perdas de receita dos Estados.

Enquanto a reforma não vai ao Congresso, o governo prepara medidas de desoneração. A principal, diz Bernardo, é a que muda o sistema de contribuição previdenciária de empresa. (PS e JL)

 
 
 

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: