Logo Leandro e CIA

Redução de IPI traria efeito imediato para o setor de construção civil

Publicado em:

InfoMoney

Na opinião do presidente da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção), Melvyn Fox, a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) traria benefícios imediatos para o setor, o que, segundo ele, não deve acontecer com a construção de 1 milhão de casas populares anunciadas pelo governo.

Fox acredita que a aplicação do crédito só mostrará resultados a partir de abril e a construção das moradias, no segundo semestre. O especialista ainda estima que o setor pode crescer entre 4% e 5% este ano, dependendo do que for anunciado pelo governo.

"Com a construção de 1 milhão de casas e com o aumento do financiamento para compra de materiais no varejo eu tenho certeza que vamos crescer entre 4% e 5% (…) Agora, se nenhuma medida for tomada, a previsão de crescimento com certeza será negativa", afirmou, conforme publicado pela Agência Brasil.

Pacote
Previsto para ser anunciado ainda esta semana, provavelmente na próxima quarta-feira (25), o plano habitacional do governo vem sendo muito aguardado pelo setor de construção civil.

A principal medida do pacote é a construção de 1 milhão de casas populares, além da ampliação e facilitação do crédito para reformar ou construir. Já no que diz respeito à diminuição do IPI, o governo já deu indícios de que não tomará tal medida.

Dados da Abramat revelam que no primeiro bimestre deste ano, o setor de materiais para construção apresentou queda de 18,47%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O mesmo ocorreu com as vendas no varejo, com redução de 12%, conforme levantamento da Anamaco (Associação Nacional de Material de Construção).

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: