Notícias


Receita muda limite de patrimônio para obrigatoriedade de declaração

Novo valor é de R$ 300 mil; antes, valor inicial era de R$ 80 mil, total que ficou sem correção por dez anos.
Agência Estado

function mudaRelacionadas ( id1 , id2, at, inat ) {
document.getElementById(id1).style.display = “none”;
document.getElementById(id2).style.display = “block”;
document.getElementById(at).style.backgroundColor = “#C0C0C0”;
if ( document.getElementById(inat) ) { document.getElementById(inat).style.backgroundColor = “#FFFFFF”; }
window.scroll(0, 10000);
}

var titulo = “10/02/2010 14:42 AB/ /NOVA REGRA DA RECEITA MUDA LIMITE DE PATRIMÔNIO PARA OBRIGATORIEDADE DE DECLARAÇÃO”;

A obrigatoriedade de entregar de declaração do Imposto de Renda 2010 para quem tinha patrimônio em dezembro de 2009 acima R$ 300 mil é uma das novas regras divulgadas hoje (10) pela Receita Federal. Antes, o valor inicial era de R$ 80 mil, total que ficou sem correçãopor dez anos.

Outra mudança liberou da declaração os contribuintes que eram apenas sócios de empresa e não se enquadravam nas demais regras de obrigatoriedade. Este ano também será o último em que será aceita a declaração em formulário de papel.

Na verdade, a Receita tem recebido poucos formulários, com pouca qualidade e de pessoas que nem estão obrigadas a declarar e não estarão possivelmente também em 2011, disse o supervisor nacional do programa do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

Segundo ele, em 2011 ficarão obrigados a declarar os contribuintes com limite de R$ 22.487,25. Com o desconto padrão de 20%, esse valor fica em R$ 17.988,80. Com essa mudança e as outras novas regras, a Receita espera tirar 80% dos que atualmente declaram em papel.

Adir informou que muitos dos formulários são ilegíveis ou contêm CPF errado, o que dificulta localizar o contribuinte. Além disso, muitos contribuintes usam o modelo para comprovar renda em várias situações, como no comércio.

Ele não informou como o contribuinte sem computador poderá fazer a declaração em 2011. "É possível que se pense no próximo ano em alguma alternativa. Isso ainda não está discutido. Mas repito: nós estamos desobrigando muitos contribuintes a declarar este ano e completaremos em 2011 aumentando o limite para declarar ", disse. O limite passará de R$ 17.215,08 em 2010 para R$ 22.487,25.

Em 2010, as deduções continuaram as mesmas, apenas com uma correção de 4,5% em comparação a 2009. Este ano o valor de abatimento por dependente passa para R$ 1.730,40 . Os valores a serem descontados globalmente com educação ficaram em R$ 2.708 94. Não há limite para a dedução com saúde.

O prazo para a entrega da declaração começa no dia 1º de março e termina em 30 de abril. O programa gerador da declaração que ainda vai ser homologado, será liberado no início do prazo em março, Não há mudanças significativas no aplicativo, exceto nos valores.

As empresas tem até o dia 26 de fevereiro, último dia útil domês, para entregar a declaração de rendimentos aos empregados com os valores recebidos no ano, o imposto retido e outros valores importantes para a declaração.

A instrução normativa que trata da declaração do imposto de renda está no Diário Oficial da União de hoje.

10/02/2010 14:42 – AB/ /NOVA REGRA DA RECEITA MUDA LIMITE DE PATRIMÔNIO PARA OBRIGATORIEDADE DE DECLARAÇÃO

Nova regra da Receita muda limite de patrimônio para obrigatoriedade de declaração

Por

A obrigatoriedade de entregar de declaração do Imposto de Renda 2010 para quem tinha patrimônio em dezembro de 2009 acima R$ 300 mil é uma das novas regras divulgadas hoje (10) pela Receita Federal. Antes, o valor inicial era de R$ 80 mil, total que ficou sem correção há dez anos.

Outra mudança liberou da declaração os contribuintes que eram apenas sócios de empresa e não se enquadravam nas demais regras de obrigatoriedade. Este ano também será o último em que será aceita a declaração em formulário de papel.

Na verdade, a Receita tem recebido poucos formulários, com pouca qualidade e de pessoas que nem estão obrigadas a declarar e não estarão possivelmente também em 2011, disse o supervisor nacional do programa do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

Segundo ele, em 2011 ficarão obrigados a declarar os contribuintes com limite de R$ 22.487,25. Com o desconto padrão de 20%, esse valor fica em R$ 17.988,80. Com essa mudança e as outras novas regras, a Receita espera tirar 80% dos que atualmente declaram em papel.

Adir informou que muitos dos formulários são ilegíveis ou contêm CPF errado, o que dificulta localizar o contribuinte. Além disso, muitos contribuintes usam o modelo para comprovar renda em várias situações, como no comércio.

Ele não informou como o contribuinte sem computador poderá fazer a declaração em 2011.

É possível que se pense no próximo ano em alguma alternativa. Isso ainda não está discutido. Mas repito: nós estamos desobrigando muitos contribuintes a declarar este ano e completaremos em 2011 aumentando o limite para declarar[passará de R$ 17.215,08 em 2010 para R$ 22.487,25].

Em 2010, as deduções continuaram as mesmas, apenas com uma correção de 4,5% em comparação a 2009. Este ano o valor de abatimento por dependente passa para R$ 1.730,40 . Os valores a serem descontados globalmente com educação ficaram em R$ 2.708 94. Não há limite para a dedução com saúde.

O prazo para a entrega da declaração começa no dia 1º de março e termina em 30 de abril. O programa gerador da declaração que ainda vai ser homologado, será liberado no início do prazo em março, Não há mudanças significativas no aplicativo, exceto nos valores.

As empresas tem até o dia 26 de fevereiro, último dia útil domês, para entregar a declaração de rendimentos aos empregados com os valores recebidos no ano, o imposto retido e outros valores importantes para a declaração.

A instrução normativa que trata da declaração do imposto de renda está no Diário Oficial da União de hoje.