Notícias


Receita espera 275 mil declarações de Imposto de Renda na PB

Jornal da Paraíba

 

 

 

O contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis de mais de R$ 26.816,55 ao longo de 2014 deve fazer a declaração entre o dia 2 de março e 30 de abril.

Alexsandra Tavares

No país, a Receita Federal espera receber 27,5 milhões de declarações, pouco mais que as 26,8 milhões recebidas em 2014

A Receita Federal na Paraíba deverá receber 275 mil declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) este ano, um acréscimo próximo de 2,5% sobre o ano anterior. A estimativa é do delegado da Receita Federal de Campina Grande, José Domingos. O contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis de mais de R$ 26.816,55 ao longo de 2014 deve fazer a declaração entre o dia 2 de março e 30 de abril. O prazo foi divulgado ontem no Diário Oficial da União.

Segundo José Domingos, no ano passado a Receita recebeu mais de 270 mil declarações. “O número superou as nossas expectativas em 10 mil declarações, por isso é que a estimativa é que neste ano o número chegue a 275 mil”, frisou.

Domingos avisou que os contribuintes que não prestarem contas ao Leão dentro do prazo pagarão multa que vai de 1%, a cada mês de atraso, até 20% sobre o valor devido. “Por isso é importante recolher toda a documentação e usar o aplicativo que a Receita deverá disponibilizar nos próximos dias, que é o Rascunho da Declaração”, salientou Domingos.

No país, a Receita Federal espera receber 27,5 milhões de declarações, pouco mais que as 26,8 milhões recebidas em 2014. Para o supervisor nacional do Programa Imposto de Renda, Joaquim Adir, o aumento do número de declarações em relação aos anos anteriores é tradicional. “Normalmente, todo ano, temos crescimento. É um crescimento normal de rendimentos: novos declarantes, pessoas que entram no mercado de trabalho. Outros estavam na faixa de isenção, têm ascensão funcional. (Existe) ainda, o crescimento normal, todo ano, do número de empregos.”

INTERNET
A declaração deve ser feita por meio de computador ou de dispositivos móveis, como tablets e smartphones. Pelo computador, o contribuinte tem duas opções. Pode baixar o Programa Gerador da Declaração (PGD) relativo ao exercício de 2015, disponível na página da Receita na internet. Pode também fazer a declaração online, na própria página da Receita, na opção “Declaração IRPF 2015 on-line”. Segundo Adir, no ano passado, cerca de 30 mil contribuintes fizeram declaração via disponíveis móveis.

QUEM ESTÁ OBRIGADO A DECLARAR IR EM 2015 NO PERÍODO DE 2 DE MARÇO A 30 DE ABRIL

Recebeu rendimentos tributáveis (salários, por exemplo) acima de R$ 26.816,55;

Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (indenizações, por exemplo), acima de R$ 40.000,00;

Obteve ganho de capital ao vender bens ou direitos ou investiu em Bolsas;

Em caso de atividade rural:
a) obteve receita bruta acima de R$ 134.082,75;
b) vá compensar, no ano-base de 2014 (a que se refere o IR 2015) ou depois, prejuízos de anos anteriores ou do ano-base de 2014;

Teve, em 31 de dezembro de 2014, a posse ou a propriedade de bens ou direitos de valor total superior a R$ 300 mil;

Passou a morar no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro de 2014;

Optou pela isenção do IR do ganho de capital na venda de imóveis residenciais, por ter aplicado o dinheiro na compra de outro imóvel residencial, em até 180 dias a partir venda do imóvel original.