Destaque Notícias


Quase metade dos deputados eleitos é favorável a imposto de renda sobre dividendos

G1

 

 

 

 

 

Levantamento feito pelo G1 mostra que pelo menos 225 eleitos são favoráveis à alíquota; 28% da nova Câmara é contra. Atualmente, lucro recebido por acionistas não é taxado pela Receita.

Quase metade dos 513 deputados federais eleitos que tomam posse em fevereiro de 2019 se diz a favor da cobrança de imposto de renda sobre dividendos, segundo levantamento realizado pelo G1:

– Favoráveis à cobrança de imposto sobre dividendos: 225 (44%)

– Contrários à cobrança de imposto sobre dividendos: 142 (28%)

– Não quiseram responder a essa pergunta: 45 dos 412 que responderam ao questionário

 — Foto: Alexandre Mauro/G1  — Foto: Alexandre Mauro/G1

— Foto: Alexandre Mauro/G1

Dividendos

Atualmente, todos aqueles que têm rendimento mensal acima de R$ 4.664,68 pagam uma alíquota de 27,5% de Imposto de Renda.

A Receita Federal não cobra alíquotas sobre sobre dividendos, parcela do lucro recebido por acionistas que investem em determinada empresa.

Durante a campanha eleitoral, diversos candidatos à Presidência propuseram que essa parcela fosse submetida à cobrança de IR.

Metodologia

Entre os dias 5 e 23 deste mês, o G1 aplicou aos deputados um questionário sobre 18 temas que deverão constar da pauta de debates legislativos.

Todos os 513 deputados foram contatados – 412 (80%) responderam e 101 (20%) não responderam ou prometeram enviar as respostas, mas não o fizeram.

Parte dos deputados respondeu pessoalmente ou por telefone e outra parte por e-mail, aplicativos de mensagens ou por intermédio das assessorias. Todos foram informados de que a divulgação das respostas não será feita de forma individualizada.