Notícias


Prazo para receber PIS/Pasep termina na sexta

JORNAL DA TARDE

Para ter direito ao benefício, o trabalhador deve estar cadastrado no PIS-Pasep desde 2001 e ter recebido salário até R$ 790 em 2005

Os trabalhadores que têm direito a receber o PIS-Pasep referente ao ano de 2005 e ainda não retiraram o dinheiro devem se apressar. O prazo termina na próxima sexta-feira, dia 29 de junho.

Na prática, cada beneficiário tem apenas cinco dias para dirigir-se a uma agência da Caixa Econômica Federal, lotérica ou correspondente do programa “Caixa Aqui” e retirar o benefício equivalente a um salário mínimo: R$ 380.

Para ter direito ao abono, o trabalhador precisa estar cadastrado no PIS-Pasep desde 2001 pelo menos, ter recebido uma média mensal não superior a dois salários mínimos (R$790) em 2005, ter trabalhado pelo menos trinta dias com carteira assinada e ter os dados informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2005.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, no Estado de São Paulo, dos mais de dois milhões de trabalhadores com direito ao abono do PIS/Pasep, cerca de 128,1 mil ainda não sacaram o dinheiro.

Para sacar os recursos é necessário que o beneficiário compareça aos postos de atendimento pessoalmente, munido dos documentos de identidade (RG e carteira de habilitação, por exemplo) e o do número do PIS (trabalhadores da iniciativa privada) ou do Pasep (servidores públicos).

Em termos de números nacionais, mais de 11 milhões de trabalhadores de todo país já receberam o abono salarial referente ao ano-base 2005, e cerca de 700 mil ainda podem retirá-lo até o próximo dia 29, fim do prazo.

Nos últimos oito dias, mais de 390 mil receberam o benefício nas agências da Caixa Econômica Federal . Entre os que já sacaram, 9,3 milhões estão vinculados ado PIS e 1,7 milhão ao Pasep. No total, 11,7 milhões foram habilitados ao calendário, que teve início em julho do ano passado. O maior pagamento registrado na história do abono aconteceu no exercício 2003/2004, referente ao ano base-2002, atingindo 94,56% dos identificados