Notícias


Pedido de recuperação judicial dispara 200% no ano

por FinancialWeb
A análise do primeiro quadrimestre do ano mostra impacto da crise, conforme a Serasa

SÃO PAULO – Os pedidos de recuperação judicial de empresas aumentaram quase 200% no primeiro quadrimestre deste ano, tomando como base o mesmo período de 2008. De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (07) pela Serasa Experian, foram 264 eventos no período, ante 89 verificados anteriormente.

Por outro lado, no mesmo intervalo de tempo, foram registrados 690 pedidos de falências, mostrando redução de quase 10% frente aos 762 requerimentos de 2008. Em relação às falências decretadas, foram 259 ações, contra 340 no primeiro quadrimestre do ano passado (-24%).

“As recuperações judiciais subiram consideravelmente por conta dos efeitos da crise: menor atividade econômica; menos crédito internacional e a interrupção dos investimentos domésticos, que afetaram sobremaneira as finanças corporativas”, informaram técnicos da Serasa no documento de divulgação do estudo.

Conforme os especialistas, destaca-se também que a ampliação da cultura sobre a utilização do instrumento recuperação entre as empresas, também está refletida nesses números.

Abril

Já apenas em abril, foram 185 pedidos de falências em todo o país, abaixo dos 204 requerimentos somados em março último. Já em abril de 2008, o levantamento verificou 244 requerimentos.

Quanto às falências decretadas, foram somados 59 eventos em abril deste ano, ao passo que em março foram 73, e em abril de 2008, 86.

As recuperações judiciais requeridas, por sua vez, tiveram em abril deste ano 53 registros. Em março de 2009 foram verificados 76 requerimentos, enquanto em abril do ano anterior, 25.

De acordo com a Serasa, as recuperações judiciais deferidas, somaram 48 eventos em abril de 2009, acima das 42 analisadas em março último. Em abril de 2008, houve 11 deferimentos.

Foram verificadas também, em abril deste ano, seis recuperações judiciais concedidas, o mesmo número de concessões obtido em março último, e quatro a mais que as duas analisadas em abril de 2008.

Em abril deste ano, não houve registros de recuperações extrajudiciais requeridas. Já em março foram verificados dois eventos, o mesmo número analisado em abril de 2008. Por fim, as recuperações extrajudiciais homologadas não tiveram nenhum evento em abril deste ano, enquanto em março último foram verificadas três homologações. Em abril de 2008, não houve registros de recuperações extrajudiciais homologadas.