Notícias


Para Sebrae, pequena empresa já sente aperto do crédito

Segundo presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, alguns setores poderão ter aumento do custo da produção, principalmente os que dependem de importações

O presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, disse ontem que as micro e pequenas empresas já sentem mais dificuldade para ter acesso ao crédito devido a crise financeira mundial. “Os bancos estão aumentando suas taxas de juros”, afirmou.

Segundo Okamotto, alguns setores poderão ter aumento do custo da produção, principalmente os que dependem de importações. “Vamos monitorar como está o acesso ao crédito para as micro e pequenas empresas e reivindicar do governo medidas específicas.”

Sobre os dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria) de que os micro e pequenos empresários estão mais confiantes que os grandes, Okamotto diz que “a confiança pode ser maior, mas o crédito fica mais caro para pessoas físicas e pequenas empresas”.