Notícias


O Refis das Olimpíadas

CONTABILIDADE NA TV

O Refis (Programa de parcelamentos de débitos Tributários Federais) sempre é muito aguardado pelos contribuintes, que querem saldar suas dívidas com a União. E recentemente criou-se uma grande expectativa, para que depois das Olimpíadas seja liberado outro desses programas de parcelamento amplo, que se iniciou no ano 2000.

Isso porque o último programa de parcelamento que tivemos foi em 2014, no ano da copa do mundo, e até foi apelidado inclusive de REFIS da Copa ou REFIS da crise.

O Refis da Copa teve seu término do dia 29 de Julho, então quem quisesse fazer a consolidação de dívidas previdenciárias tinha até esta data.

Espera-se que esse Refis realmente venha a sair, e que nele se tenham juros mais baixos que os atuais, pois ter de quitar as dívidas com uma taxa Selic de 14,5% ao ano e mais 1% ao mês acaba retraindo a vontade de parcelamento de muitas empresas.

Isso sem contar que o Refis da Copa foi muito aceito tanto pelas pessoas físicas quanto jurídicas, sendo que 9.975 contribuintes pessoas físicas e mais 124.723 pessoas jurídicas tinham aderido e este parcelamento.

Tudo aponta para que caso saia este novo Refis o mesmo seja um sucesso.

Isso seria algo mais do que bem-vindo, tanto para as empresas como para a Receita Federal, porque com a atual crise econômica todo valor arrecadado auxiliará a sanar a dívida dos cofres públicos.

Entidades como a Assimpi (Associação nacional dos Sindicatos da Micro e Pequenas indústrias) e CNI (Confederação Nacional da Indústria), já estão se mobilizando para pedir a vinda desse novo Refis, e de novas linhas de crédito para a quitação de tributos.

Fora este Refis, espera-se que durante o mês de agosto seja votado novamente um programa de parcelamento de débitos tributários inédito, e voltado para as micro e pequenas empresas devedoras do Supersimples.

Este parcelamento está previsto pelo PLC 125/15, que está sendo muito falado pelas mudanças que trará para as empresas do Simples Nacional quanto a sistemática de calculo e faixas de recolhimento.

Mas mesmo que não saia um Refis para datas próximas das Olimpíadas, os contribuintes ainda tem esperança que isso ocorra até a nova data de votação do impeachment.