Notícias


Novo pacote deve beneficiar informática e construção civil, diz ministro

Fonte: INVERTIA

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, afirmou hoje, durante o evento de posse de Ricardo Berzoini na presidência do PT, que o pacote econômico a ser anunciado no final do mês pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva não trará grandes surpresas.

“Não vamos fazer um pacote com medidas supreendentes para causar estupefação na sociedade”, disse Bernardo. Segundo ele, o Brasil está crescendo e, por isso, é preciso manter o que está funcionando.

Apelidado pelo presidente Lula de “Programa de Aceleração ao Crescimento”, o pacote deve trazer medidas para desoneração e investimentos em setores como aqueles ligados à informática.

Paulo Bernardo disse ainda que o governo deve aumentar a lista de benefícios para a construção civil. Questionado se a classe média seria beneficiada pelo pacote, o ministro limitou-se a dizer que esse setor da população é lembrado todo dia pelo governo.

Bernardo disse ainda que o pacote está praticamente pronto, faltando apenas passar pela aprovação do presidente. O anúncio do pacote deve acontecer entre os dias 16 e 18 de janeiro.