Notícias


Nova categoria do Simples atrairá 2 milhões, diz Fenacon

Cerca de 2 milhões de profissionais liberais, como feirantes, camelôs e vendedores ambulantes, devem aderir ao MEI (Microempreendedor Individual), nova categoria do Simples Nacional, nos próximos dois anos, segundo a Fenacon (federação das empresas contábeis). A lei que criou o MEI entra em vigor no dia 1º de julho.

Segundo o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon, os escritórios contábeis farão o processo de legalização dos microempreendedores individuais gratuitamente. Ele estima que cerca de 12 milhões de pessoas trabalham como empresários individuais no país.

Pietrobon participa de uma comissão do Ministério do Desenvolvimento que está elaborando o sistema por meio do qual será feita a inclusão dos profissionais na categoria.

Segundo ele, o grupo também está discutindo a criação de uma linha de crédito específica para quem aderir ao MEI no Banco do Brasil. A expectativa dele é que os detalhes finais sejam definidos até maio.

Podem aderir ao MEI profissionais com renda até R$ 3.000 mensais. Com contribuições de cerca de R$ 50 por mês, eles terão os benefícios do INSS.

 
Fonte: Folha de SP