Notícias


Medidas provisórias do PAC não devem ser votadas nos próximos 15 dias, diz Chinaglia

As votações das medidas provisórias relativas ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) não devem ocorrer nos próximos 15 dias, informou ontem o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Ele disse que a maioria dos relatores das nove medidas já estão analisando as emendas ao texto original do governo. ” Não estou trabalhando com a hipótese de votar nenhuma das MPs antes de 15 dias ” , afirmou.

Embora desde hoje as medidas provisórias do PAC estejam na pauta de votações, elas só começam a trancar a pauta da Câmara no próximo dia 19 de março.

Chinaglia informou que incluiu todas as 21 MPs, entre elas as do PAC, que estão na Câmara, na pauta de votações. A intenção do presidente da Câmara é ir votando as MPs na medida em que houver acordo. ” Estou adotando o critério de votar as MPs antes delas começarem a trancar a pauta ” , disse.

(Agência Brasil)