Notícias


Medicamentos controlados poderão ser descontados do IR

Medicamentos controlados poderão ser descontados do IR. O deputado federal Mendonça Prado, DEM, apresentou um projeto de lei que acrescenta os medicamentos controlados na lista de ítens que podem ser descontados do Imposto de Renda.

Mesmo com a criação dos remédios genéricos, a conta continua alta para quem depende de medicamentos controlados, grande parte importada e cara, afirma Mendonça Prado, acrescentado que vai facilitar a vida do doente que gasta parcela significativa de seu salário com remédios.

Atualmente, o contribuinte só pode descontar os pagamentos efetuados a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e hospitais, bem como as despesas com exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

O objetivo é de fazer com que pessoas portadoras de doenças crônicas ou responsáveis tenham reduzidas as despesas na compra de medicamentos. Os remédios que poderão ser descontados são aqueles considerados controlados e que tenham registro na ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.