Notícias


Mais de 680 mil têm direito a aposentadoria especial no INSS

Diário da Paraíba

Dos mais de 37 milhões de segurados inscritos no INSS em 2010, pelo menos 680.649 estavam expostos a agentes nocivos à saúde e podem garantir o tempo especial na aposentadoria.

Na comparação com 2009 houve aumento, já que naquele ano eram 628.508 trabalhadores expostos a agentes nocivos, dos mais de 34 milhões de segurados.

O benefício especial exige 15, 20 ou 25 anos de contribuição ao INSS, o que varia com o grau de exposição do trabalhador. Hoje, para ter a contagem especial, o trabalhador deve estar exposto a agentes nocivos químicos, físicos ou biológicos.

Para atividades até 1995, o INSS usa uma lista de profissões.

Assim, hoje o que define o tempo de contribuição que o segurado deverá ter para se aposentar de forma especial é a lista de agentes nocivos da Previdência, que informa o tempo de trabalho para cada atividade e agente.

Por exemplo, um açougueiro exposto a baixas temperaturas de um frigorífico precisa ter 25 anos na atividade para conseguir a contagem do tempo especial.

Hoje, mais segurados estão na lista dos que podem se aposentar com 25 anos, pois, segundo o INSS, mais atividades exigem esse tempo.

DA FOLHA.COM