Notícias


Litro da gasolina sem tributo: R$ 1,18

diáriodocomércio

Renato Carbonari Ibelli
O motorista que passou pela Avenida Sumaré na manhã de ontem foi surpreendido pelo preço da gasolina oferecido por um posto instalado na via, esquina com a Rua Dr. Franco da Rocha. O litro do combustível era vendido por R$ 1,18, a metade do valor médio da gasolina comercializada naquela região, por volta de R$ 2,5. Em pouco tempo, filas de carros se formaram. A promoção fez parte do Dia da Liberdade de Imposto, comemorado ontem também em Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. Para mostrar o peso dos tributos embutidos nos preços dos produtos, a gasolina foi vendida livre dos impostos, que correspondem a 53,3% do valor do combustível.
A ação foi patrocinada pelo Movimento Endireita Brasil e o Instituto Ludwig Von Mises. Ao todo, seis mil litros de gasolina foram subsidiados. O combustível desonerado foi uma forma de tornar claro o forte impacto que os impostos tem no cotidiano do brasileiro. Enquanto os motoristas aguardavam para abastecer, panfletos educativos foram entregues evidenciando essa realidade. Poucos consumidores sabem, mas, em média, 40% do preço pago em uma compra de produto ou serviço corresponde a tributos embutidos.

A dona-de-casa Sílvia Belém Oliveira, que esperava sua vez para abastecer, se mostrou surpresa com a alta carga de impostos nas compras do dia a dia. "Eu sabia que pagava imposto, mas não tinha ideia de quanto. Nós, contribuintes, devemos aproveitar o período de eleições para cobrar dos governantes o melhor uso do dinheiro arrecadado", disse.

A melhor gestão do dinheiro público também é cobrada pelo manobrista Edson da Silva, que conseguiu "escapar" do trabalho por alguns minutos para abastecer com gasolina não tributada. "É cobrado imposto em tudo o que compramos, mas esse dinheiro não é investido em educação, saúde e outras necessidades. Não vejo retornar o que damos ao governo", disse da Silva.

O Dia da Liberdade de Imposto começou a ser comemorado em 2003. À época, o brasileiro precisava trabalhar até 25 de maio, ou 145 dias no ano, apenas para acertar as contas com o Leão. Como a carga tributária continuou crescendo ao longo dos anos, em 2010 a alforria só acontecerá na próxima sexta-feira, dia 28.

As ações do Dia da Liberdade de Imposto vão se estender pelo mês de junho, segundo Ricardo Salles, representante do Movimento Endireita Brasil. Os usuários de internet que mais fizerem contribuições no Twitter e Facebook do Dia da Liberdade de Impostos poderão comprar, sem impostos, itens oficiais da Copa do Mundo da África do Sul, como bolas, camisas e chuteiras. "Queremos que o brasileiro tenha consciência da quantidade de impostos que carrega nas costas. De que somos nós que pagamos para sustentar um estado ineficiente", diz Salles.