Notícias


Juros bancários para pessoa física alcançam o maior nível desde abril de 2007, diz BC

UOL ECONOMIA

Da Redação
Em São Paulo
A taxa média de juros bancários à pessoa física subiu 1,7 ponto percentual em junho e atingiu 49,1%, o maior patamar desde abril de 2007, quando a taxa estava em 49,14%, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pelo Banco Central. Em maio deste ano, a taxa estava em 47,38% e em junho de 2007, em 47,8% (veja gráfico ao final do texto).

Segundo a pesquisa, a taxa média de juros bancários para todas as operações subiu 0,4 ponto percentual, indo 37,6% em maio para 38% em junho. Esse percentual corresponde à média das taxas cobradas em operações prefixadas, pós-fixadas e flutuantes, com pessoas físicas e jurídicas.

Tomando-se apenas as operações prefixadas, a taxa média avançou 1 ponto percentual, para 45% em junho.

O spread, ou ganho dos bancos com a diferença entre as taxas de aplicação e de captação, ficou em 24,5% em junho, mesma taxa apresentada um mês antes, também considerando a média das três modalidades de juros para financiamento. Os bancos elevaram a taxa geral de captação aumentou 0,4 ponto percentual, para 13,5%.

A taxa média de juros para pessoa jurídica recuou 0,3 ponto, para 26,6%.

(Com informações do Valor Online)