Notícias


Juros bancários caem pelo quarto mês, registra Procon-SP

Folha Online

da Folha Online

As taxas de juros praticadas pelos bancos nas linhas de empréstimo pessoal e de cheque especial caíram pelo quarto mês consecutivo, apontou pesquisa do Procon-SP (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor).

O levantamento do Procon-SP foi feito entre os dias 6 e 7 deste mês, nas instituições financeiras Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.

No caso das linhas de empréstimo pessoal, a Fundação simulou uma operação com prazo de 12 meses, considerando juros prefixados oferecidos para clientes não-preferenciais. No caso das linhas de cheque especial, o Procon-SP considerou um prazo de 30 dias.

Para empréstimo pessoal, o Procon-SP calculou que a taxa média oferecida pelos bancos caiu de 5,80% ao mês para 5,74% entre os meses de março e abril. Os bancos que mais reduziram seus juros foram Real, Santander, Unibanco e Itaú, mas as instituições bancárias que oferecem as taxas mais em conta são Caixa Econômica Federal (4,39%), Banco do Brasil (4,60%), HSBC (4,62%) e Nossa Caixa (4,90%).

A maior taxa de empréstimo pessoal foi pesquisada no banco Safra, que cobrava 6,90%.

No caso do cheque especial, a taxa média praticadas pelos bancos passou de 9,17% ao mês para 9,03%. A Caixa, o Santander, o Real e o Bradesco foram os bancos que mais baratearam suas taxas. As instituições que ofereceram os melhores juros para os clientes foram: Caixa (6,83%), Banco do Brasil (7,85%), Bradesco (8,44%) e Itaú (8,75%).

O banco que praticou o juro mais alto nessa linha foi o Safra, com taxas de 12,30% no cheque.