Notícias


Juros a empresas sobem por medo de alta na Selic

A taxa real para pessoa jurídica passou de 3,89% ao mês em setembro para 3,91% a.m.

SÃO PAULO – Após oito meses de quedas consecutivas, as taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas no mês de outubro, segundo pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). A taxa real para pessoa jurídica passou de 3,89% ao mês em setembro para 3,91% a.m., enquanto para pessoa física, a alteração foi de 7,015 a.m. para 7,03% a.m.

“Estas elevações podem ser atribuídas ao aumento do custo de captação dos bancos com a alta dos juros futuros por conta da expectativa de que o Banco Central possa elevar a taxa básica de juros, Selic, em 2010", analisou o coordenador da pesquisa e vice-presidente da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira.

Enquanto a Selic acumulou queda de cinco pontos percentuais de dezembro de 2008 a outubro de 2009, passando de 13,75% ao ano para 8,75% a.a., a taxa de juros média para pessoa jurídica sofreu redução de 8,24 p.p, de 66,69% a.a. em dezembro para 58,45% a.a em outubro.Já nas operações de crédito para pessoa física apresentouqueda de 11,93 p.pno acumulado do período. O recuo foi de 137,91% a.a. em dezembro para 125,98% a.a. em outubro.

Confira como ficaram os índices para as pessoas jurídica e física no mês passado:

PESSOA JURÍDICA
Capital de giro – De 3,49% para 3,50%
Desconto de duplicatas – De 3,39% para 3,41%
Desconto de cheques – De 3,44% para 3,46%
Cheque especial – De 5,24% para 5,28%

PESSOA FÍSICA
Juros do comércio – De 5,94% para 5,95%
Cartão de crédito – Mantido em 10,68%
Cheque especial – De 7,34% para 7,38%
CDC (bancos) – De 2,60% para 2,61%
Empréstimo pessoal – bancos – De 5,02% para 5,06%
Empréstimo pessoal – financeira – De 10,48% para 10,51%

Leia mais:

Juros para empresa caem e têm o menor nível desde 2001

Juros estão voltando aos níveis anteriores à crise

BNDES reduz juros de crédito para empresas