Notícias


Itaú e Unibanco formarão maior emissora de cartões de crédito

DENYSE GODOY
DA REPORTAGEM LOCAL

A fusão entre Itaú e Unibanco terá importante impacto sobre o mercado de cartões de crédito brasileiro. Da união, surge a maior emissora de cartões do país. Além disso, a empresa terá nas mãos o controle da Redecard -empresa que administra os sistemas de transmissão de dados das bandeiras MasterCard e Diners.

Até o fim de outubro, acionistas minoritários tinham 36,58% das ações da Redecard; o Citibank ficava com 17%, enquanto Itaú e Unibanco tinham 23,21% cada. Até que o Banco Central e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovem a operação, não deve haver modificações na empresa, mas os varejistas temem aumento de tarifas. Atualmente, cobra-se entre 1% e 5% do valor da operação como taxa de administração mais o aluguel das máquinas de passar o cartão, que começa em R$ 65, segundo dados de mercado.

Para Marcel Solimeo, economista-chefe da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), não há motivo para temor. "A fusão dos dois bancos e a alteração no controle da empresa não mudam o fato de que a Redecard concorre com a Visanet nesse segmento e precisa estabelecer os preços do serviço de acordo com essa condição."

Antes, o Banco do Brasil era o líder no ranking, com 23,7 milhões de cartões. O Bradesco vinha em segundo, com 19,7 milhões, o Unibanco aparecia em seguida com 17,3 milhões, e o Itaú estava com 16,2 milhões.