Destaque Notícias


INSS anuncia nova medida para atender pedido de aposentadoria mais rápido

UOL Economia

 

 

 

 

 

 

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) anunciou mais uma mudança para tentar tornar mais rápido o atendimento aos trabalhadores que solicitam benefícios como aposentadoria e auxílio-doença, entre outros. A novidade é a criação de centrais de análise de processos, que terão a função de analisar os pedidos de benefícios. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (17).

Com isso, as agências do INSS serão responsáveis apenas por atender as pessoas que não tem acesso à internet e por receber documentos dos trabalhadores.

O órgão ainda não soube informar qual será a redução no tempo para concessão de benefícios.

Neste ano, o INSS passou a oferecer uma série de serviços pela internet e por telefone para tentar agilizar o atendimento nas agências e reduzir o tempo de espera.

Desde maio, o pedido de aposentadoria por idade ou tempo de contribuição e de salário-maternidade pode ser feito pelo Meu INSS (site e aplicativo de celular) e pelo telefone 135. Desde julho, a consulta ao extrato do INSS só pode ser feita pela internet ou com agendamento prévio.

Redução no quadro de pessoal exige mudanças

De acordo com o INSS, um grupo de cerca de mil servidores que atuam nas agências deve ser realocado para atuar exclusivamente nessas centrais de análise.

Atualmente, o INSS possui 33.500 servidores. Desses, 5.174 atuam diretamente na análise e concessão de benefícios. No entanto, 34% dessa mão de obra já se encontra em condições de se aposentar e poderá fazê-lo em 2019, quando será incorporada ao salário uma gratificação por desempenho.

A redução iminente do quadro de pessoal exigiu mudanças, segundo o INSS.