Notícias


Indústria de reciclagem terá isenção de IPI, afirma Minc

A indústria de reciclagem terá isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em toda sua cadeia, afirmou ontem o ministro Carlos Minc (Meio Ambiente). A medida será anunciada, disse Minc, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 29 em São Paulo, quando participará de uma feira sobre reciclagem.

O setor gira R$ 10 bilhões por ano, segundo o Cempre (Compromisso Empresarial para a Reciclagem). Para a entidade, a política tributária representa um entrave.

"O ambiente só vai avançar quando entrar na economia real", disse Minc.

Na avaliação de André Vilhena, diretor-executivo do Cempre, o setor tem uma capacidade ociosa de até 40%.

"O resíduo carrega consigo toda uma carga tributária quando foi produzido. Muitos encaram o imposto sobre o setor [de reciclagem] como bitributação", disse Vilhena.

Minc não soube estimar a renúncia fiscal a ser feita pelo governo com a medida.

Para o Cempre, a decisão beneficia cooperativas de catadores e incentiva prefeituras a adotar a coleta seletiva.