Logo Leandro e CIA

IGP-M recua 0,13% em dezembro e fecha ano com alta de 9,81%, aponta FGV

Publicado em:

Folha Online

da Folha Online

O IGP-M (Índice Geral de Preços Mercado), índice de inflação usado para reajustar o aluguel, registrou variação negativa de 0,13% em dezembro, divulgou nesta segunda-feira a FGV (Fundação Getúlio Vargas) –em novembro, a taxa havia alcançado 0,38%. No ano, a inflação medida pelo IGP-M ficou em 9,81%, a maior taxa desde 2004 (12,41%). Em 2007, o IGP-M havia subido 7,75%.

O IGP-M, calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, é dividido ainda em IPA (Índice de Preços por Atacado), que recuou 0,42%, IPC (Índice de Preços ao Consumidor), que subiu 0,58%, e INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), que variou positivamente em 0,22%.

Dentro do IPA, que em novembro havia sido de 0,30%, o índice relativo aos Bens Finais variou -0,41% em dezembro. Contribuiu para a desaceleração o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação baixou de -0,20% para -1,11%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou -1,07%, após taxa de 0,39% no mês passado. No estágio inicial da produção, o índice de Matérias-Primas Brutas variou 0,53% em dezembro, após 0,42% em novembro.

Já o Índice de Preços ao Consumidor apresentou variação de 0,58% em dezembro. No mês anterior, a variação havia sido de 0,52%. Cinco das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimos em suas taxas de variação.

A principal contribuição veio do grupo Transportes (0,09% para 0,50%). Também aceleraram os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,42% para 0,71%), Despesas Diversas (-0,07% para 0,22%), Vestuário (0,53% para 0,58%) e Educação, Leitura e Recreação (0,34% para 0,40%). Em contrapartida, o grupo Alimentação (0,97% para 0,82%) registrou decréscimo.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção registrou variação de 0,22%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,65%. Os grupos Materiais e Mão-de-Obra apresentaram redução em suas taxas de variação, passando de 1,07% para 0,31% e de 0,24% para 0,03%, respectivamente. O grupo Serviços foi de 0,66% para 0,75%.

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: