Notícias


Gramado sedia maior evento da classe contábil brasileira

Conselho Federal de Contabilidade

Comunicação CFC

Cerca de seis mil contabilistas de todos os estados do Brasil e de Angola, Portugal, Venezuela, Paraguai, Uruguai, Panamá, México, Argentina e República Dominicana estão em Gramado participando do evento mais importante da classe contábil, que acontece de 24 a 28 deste mês. Durante estes cinco dias estão sendo discutidos temas estratégicos para o desenvolvimento econômico do País, como a questão da carga tributária, a convergência das práticas contábeis aos padrões internacionais, as alterações na Contabilidade pública, a gestão do Terceiro Setor, o combate à corrupção nos processos eleitorais, entre outros.

Mesa de honra 18º CBC

O prefeito de Gramado, Paulo Henrique Bertolucci, prestigiou a abertura do evento,  ocasião em que saudou os organizadores e os congressistas, recomendando que desfrutassem das belezas e das oportunidades de lazer da cidade. Também participaram da mesa de honra  alguns dos maiores nomes da Contabilidade nacional e internacional representando as entidades da classe, o mundo acadêmico e os poderes Executivo e Legislativo e Judiciário.

"Estamos vivendo, atualmente, no Brasil, uma grande fase para a Contabilidade e para os seus profissionais; provavelmente a melhor de toda a nossa história, conforme previu na década de 80, o nosso hoje profeta e sempre grande líder, contador Ivan Carlos Gatti", afirmou em seu discurso o presidente do CRC RS, Rogério Rokembach, ressaltando o atual momento privilegiado da área Ciência Contábil. 
 
O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Machado, representando, no ato, o presidente da República, Luiz Inacio Lula da Silva, lembrou que os inúmeros avanços, tanto na prática quanto nos conceitos contábeis, têm um reflexo muito representativo para a economia do País e enalteceu a lei que introduz novos conceitos na contabilidade internacional, relembrando a importância do trabalho que esta sendo feito para a provação  da reforma tributária, referindo-se à lei n.º 11.63807, que traz as mudanças contábeis. Segundo ele, a aprovação da Lei das Sociedades por Ações  irá permitir uma verdadeira revolução no mercado de capitais brasileiro. "Para a concretização de tantos progressos, entretanto, precisamos de profissionais altamente capacitados. A realização de Congressos, como este, contribui para a preparação dos contabilistas para essa realidade".
 
Durante a cerimônia, foi feita a entrega da Medalha João Lyra – maior comenda da Contabilidade brasileira. O homenageado do 18º CFC foi o professor  Eliseu Martins que recebeu a láurea das mãos da  presidente do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim.
 
Também falaram aos congressistas o prefeito de Gramado, Pedro Henrique Bertolucci, e o deputado federal Cláudio Vignatti, membro da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, que representou oficialmente o Congresso Nacional.
 
Em seu discurso, a presidente  do Conselho Federal de Contabilidade, Maria Clara Cavalcante Bugarim, comentou sobre os desafios  que os profissionais contábeis  tema enfrentar no atual momento socioeconômico brasileiro. "Cabe-nos partir na frente, como percussores na geração da riqueza nacional, sempre conectados na economia globalizada. Cabe ao profissional da Contabilidade, por ofício, ser o tradutor da linguagem universal dos negócios. Urge, portanto, que se atualize, que alargue a sua competência e eficácia para ser um autêntico profissional do Brasil moderno, inserindo um mercado mundial em expansão", destacou.
 
Além da bela voz de Agnaldo Rayol, interpretando alguns clássicos da música brasileira, a solenidade contou também com a participação do ator Werner Schünemann no cerimonial.

A mesa do evento foi composta pelas seguintes autoridades:

O prefeito de Gramado, Paulo Henrique Bertolucci,a presidente do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim; o senador Sérgio Zambiasi (PTB/RS); o deputado Cláudio Vignatti (PT/SC); o prefeito de Gramado, Pedro Henrique Bertolucci; os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes e Benjamin Zymler; o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Machado; o presidente da Federação Internacional de Contabilidade (Ifac), Fermín del Valle; o presidente da Academia Brasileira de Contabilidade, Antoninho Marmo Trevisan; o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon; o presidente do CRCRS, Rogério Rokembach; o presidente da Associação Interamericana de Contabilidade (AIC), Agustín Lizardo; o presidente da Confederação Nacional das Profissões Liberais, Francisco Antonio Feijó; o presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), José Antônio de França; o presidente da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas de Portugal, António Domingues de Azevedo; o presidente da Atricon, Victor José Faccioni; o diretor-superintendente do Sebrae do Rio Grande do Sul, Derli Cunha Fialho; o presidente do Ibracon, Francisco Papellás Filho; e os agraciados com a medalha João Lyra: professor Antônio Lopes de Sá, Antônio Carlos Nasi, Ynel Alves Camargo e José Maria Martins Mendes.