Notícias


Governo eleva IPI de moto, micro-ondas, ar-condicionado e bebidas

Folha.com

O governo aumentou hoje o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para motos, micro-ondas e aparelhos de ar-condicionado. A alíquota passou de 20% a 30% para 35%.

A medida foi publicada no "Diário Oficial da União" desta quinta-feira.

O objetivo é encarecer os importados. De acordo com a Receita Federal, a alíquota de IPI foi elevada para todos os produtos, mas aqueles provenientes da Zona Franca de Manaus –a maior parte dos produtos– continuou livre da tributação.

Na semana passada, o governo anunciou a redução do IPI para veículos, entre outras medidas, para estimular o consumo.

A redução dos impostos para carros vale até 31 de agosto deste ano. O objetivo é diminuir os estoques de carros e equilibrar a produção. Após o anúncio da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para veículos, as montadoras reduziram os preços em até 11,5%. Os novos preços dos carros já estão valendo nas concessionárias.

BEBIDAS

Nesta quinta-feira o governo aumentou também a tributação de IPI e Pis/Cofins sobre as chamadas bebidas frias, o que inclui cervejas e refrigerantes.

Para esses produtos, no entanto, ainda não foram divulgados os novos valores. A Receita Federal vai detalhar os aumentos hoje à tarde.

O governo já vem adotando o aumento de impostos sobre bebidas como forma de compensar a perda de arrecadação gerada pelo corte de tributos em outras áreas.