Notícias


Governo discute isenção fiscal para Copa de 2014

Ministro Orlando Silva quer reduzir carga de impostos federais a serem cobrados da Fifa e de seus parceiros

BRASÍLIA – O Brasil está próximo de dar à Fifa uma das principais garantias para a realização da Copa do Mundo de 2014 no País. Nesta terça-feira, o ministro do Esporte, Orlando Silva, informou que está sendo finalizado um projeto de lei que será encaminhado ao Congresso Nacional, pela redução da carga de impostos federais a serem cobrados da Fifa e de seus parceiros no evento.

A redução é uma das garantias governamentais exigidas pela entidade máxima do futebol a todas as cidades candidatas a sediar os jogos. "Estamos discutindo o tratamento diferenciado do ponto de vista tributário para a Fifa em função do compromisso que o Governo Federal assumiu para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014", disse Orlando Silva.

Nesta terça, representantes dos ministérios do Esporte e Fazenda, da Fifa e do Comitê Organizador da Copa 2014 reuniram-se para detalhar as medidas que serão encaminhadas ao Congresso.

O ministro adiantou que está sendo estudada a isenção no Imposto de Importação, Imposto sobre Produtos Industrializados e Imposto de Renda. A isenção tributária faz parte da lista de 11 exigências da Fifa às cidades candidatas a receber o Mundial.