Logo Leandro e CIA

Gestores vão discutir padronização do ICMS para atividade apícola

Publicado em:

Logomarca do veículo

Encontro acontece na sexta-feira (17) e no sábado (18), em Natal (RN); proposta é que os gestores conheçam estratégias para padronizar o ICMS e beneficiar a cadeia da apicultura

Suzana Prado

Teresina – O Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre a atividade apícola será tema de encontro em Natal (RN), que terá a presença de representantes das unidades do Sebrae dos nove estados nordestinos. O encontro acontece na sexta-feira (17) e no sábado (18). A proposta é que os gestores conheçam estratégias para padronizar o ICMS para a cadeia produtiva da apicultura.

A iniciativa surgiu a partir da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae no Piauí em parceria com a Unidade de Atendimento Coletivo Agronegócios da Instituição. A diferenciação do ICMS na região, por meio da apicultura migratória, dificulta o crescimento do setor. A apicultura migratória é, na verdade, o transporte de colméias de uma região para outra, acompanhando as floradas, tendo uma maior produção de mel e melhor polinização.

"A UPP e a Uagro pretendem fazer uma harmonização do ICMS aplicado na produção de mel. A ação que vamos desenvolver através do Projeto Apis Nordeste vai abranger os nove estados da região. Nesse encontro em Natal, teremos a assessoria de um consultor especialista no tema", diz a gerente de Políticas Públicas do Sebrae no Piauí, Maria Valclêdes de Moura.

Na reunião, haverá a apresentação aos representantes dos demais estados das ações da Câmara Setorial da Apicultura no Piauí. "Vamos ter ainda uma oficina de planejamento do Apis Nordeste, que vai ensinar como estruturar o mapeamento apícola, tratar de certificação, de promoção do mel nos mercados internos e externos, como também a captação de recursos financeiros", diz o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Agronegócios do Sebrae no Piauí, Francisco Holanda.

Apis Nordeste

O Projeto de Integração da Cadeia Produtiva da Apicultura na Região Nordeste, Apis Nordeste, tem a finalidade de estruturar, consolidar e dar mais competitividade ao setor na região. "O projeto será executado em três anos, com recursos da ordem de R$ 5 milhões, e atenderá mais de sete mil apicultores dos nove Estados nordestinos", diz Holanda.

A estratégia para se alcançar a padronização do tributo já inicia nessa reunião de Natal, onde o consultor fará um levantamento e um estudo da legislação para definir uma média que será apresentada para o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

"Essa é uma ação conjunta envolvendo todas as unidades do Sebrae da região Nordeste. O Sebrae é muito aberto a iniciativas que envolvam vários Estados porque fortalece o trabalho da instituição junto aos micro e pequenos negócios", diz Maria Valclêdes de Moura, do Sebrae no Piauí.

Serviço:
Unidade de Políticas Públicas do Sebrae no Piauí – (86) 3216-1408
Gerente – Maria Valclêdes de Moura – (86) 9405-5790
Unidade de Atendimento Coletivo Agronegócios do Sebrae no Piauí – (86) 3216-1333

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: