Notícias


Gás fica 3,94% mais caro a partir desta terça-feira

Donos de carros movidos a gás natural vão pagar mais caro para abastecer a partir de hoje (1º). Na Paraíba, o aumento será de 3,94% e o preço nos postos deve subir até R$ 0,052 – passando de R$ 1,339, cada metro cúbico, para R$ 1,391. O percentual é menor do que os 5% anunciados pela Petrobras para o País. De acordo com o diretor-presidente da Empresa Paraibana de Gás (PBGás), Manuel de Deus Alves, a margem de rentabilidade da companhia paraibana permitiu absorver parte do reajuste.
Essa é a segunda parcela de um aumento total de 11,5%, anunciado em agosto deste ano pela Petrobras para ser aplicado ao gás produzido dentro do País. O percentual foi dividido em duas partes: 6,5%, a partir de 1º setembro, e 5%, a partir de 1º de novembro. Na Paraíba, o primeiro aumento também foi um pouco menor do que o nacional e ficou em 6,16%. O preço do gás produzido na Bolívia também foi reajustado, em 13%, mas não afetou os consumidores paraibanos, porque o Estado recebe GNV exclusivamente do Rio Grande do Norte.

De acordo com Manuel de Deus, o preço do metro cúbico cobrado pela Empresa Paraibana de Gás aos donos de postos passará de R$ 0,7578 para R$ 0,7877. “O aumento ao consumidor final deve ficar nessa mesma média”, calcula. Segundo o diretor-presidente da PBGás, apesar do aumento na Paraíba ter sido menor do que no País, não haverá prejuízo para as finanças da estatal.

“Os cálculos da margem legal de rentabilidade incluem vários fatores, entre eles o volume de distribuição e os custos. Como estamos aumentando a nossa distribuição e os custos da empresa são bem enxutos, foi possível absorver parte do aumento”. Os paraibanos consomem cerca de 300 metros cúbicos de GNV por dia. A maior parte é canalizada para as indústrias, mas 34% vão para os 24 postos de combustível que já comercializam o produto e abastecem os 13 mil veículos movidos a gás natural no Estado.

Da Redação do Jornal
Renata Ferreira