Notícias


Exportação industrial cresce 30% em 2008

As vendas externas da indústria gaúcha em janeiro cresceram 30%, comparadas ao mesmo mês em 2007, e chegaram a US$ 1 bilhão, ou seja, 92% do total do Estado. Os números foram divulgados quinta-feira pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre. "Esses índices são reflexos das ações que vêm sendo intensamente implementadas pelo segmento exportador, como investimentos em tecnologia, busca por novos mercados e treinamento de mão-de-obra", afirmou o industrial.

Setorialmente, a maior atuação em janeiro foi de Alimentos e Bebidas. Suas vendas somaram US$ 304 milhões, com elevação de 66% ante igual período no ano passado. Os principais produtos foram carne de frango in natura e óleo de soja. Já Couro e Calçados embarcou US$ 156 milhões, seguido pelo Químico, que somou US$ 154 milhões (produtos plásticos e químicos orgânicos). Os três setores juntos responderam por 52% das exportações. "Os resultados contribuíram para manter estável a taxa de crescimento das vendas externas da indústria, acumulada nos últimos 12 meses, em 21%", afirmou Tigre. Já as exportações globais do Rio Grande do Sul (indústria e agropecuária) geraram US$ 1,15 bilhão, 34% a mais em relação a janeiro de 2007.
As importações do Estado, por sua vez, subiram 114%, somando US$ 1,17 bilhão e desequilibrando a balança comercial, a qual fechou negativa em US$ 21 milhões no mês. Um resultado não-verificado desde novembro de 1998. As compras se concentraram em Combustíveis e Lubrificantes (US$ 614 milhões), que representaram mais da metade das importações totais. O segundo lugar ficou com Matérias-Primas e Produtos Intermediários para a indústria (US$ 356 milhões). De acordo com Paulo Tigre, "os índices antecipam um possível aumento do consumo de matéria-prima por parte da indústria na cadeia produtiva. Talvez com menos intensidade, esse movimento deverá prosseguir ao longo de 2008, devido à continuidade da valorização do câmbio e do crescimento da economia interna".
Em relação aos principais destinos das exportações do Rio Grande do Sul, a Argentina lidera as compras com 13% de participação, seguida por Estados Unidos (11,4%), Paraguai (4,9%), China (4,7%) e Holanda (4,5%).