Logo Leandro e CIA

Exportação de micro e pequena cresce 25,4%

Publicado em:

Número de empresas que vendem para fora aumentou apenas 1,1%

MARIANA IWAKURA
DA REPORTAGEM LOCAL

As micro e pequenas empresas tiveram aumento de 25,4% no valor exportado em 2007, em relação a 2006 -atuação melhor do que a das grandes (17,2%) e a das médias (5%).

O montante vendido por MPEs ao exterior passou de US$ 2,4 bilhões, em 2006, para US$ 3 bilhões, no ano passado, segundo o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

"Houve uma mudança no perfil dessas empresas. Algumas se especializaram em nichos ou inovaram e criaram um diferencial, o que elevou o valor exportado", avalia Welber Barral, secretário de comércio exterior do MDIC.

Para Alessandro Teixeira, presidente da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos), o aumento é devido aos trabalhos de promoção comercial e ao incremento do crédito concedido a empresas.

Na Figos dTerra, que vende figos roxos para a Europa, o acréscimo foi sentido. "A demanda subiu 30% nos últimos cinco anos", conta a proprietária, Antonia Maria Cardoso. Segundo ela, 90% da produção é voltada para a exportação.

Base
O número de MPEs exportadoras, entretanto, cresceu somente 1,1% entre 2006 e 2007. A participação dessas empresas no valor total exportado pelas firmas brasileiras foi de 1,9% no ano passado.

"Entre as dificuldades estão a burocracia, o câmbio e a falta de capacitação, de inovação e de acesso ao crédito", enumera Louise Machado, coordenadora do programa de internacionalização das MPEs do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

"O custo da logística no Brasil é alto e a pequena empresa não tem escala, o que muitas vezes inviabiliza a exportação."

O Sebrae irá lançar, em setembro, um portal com informações, cursos e um teste que fará um diagnóstico da empresa que quer exportar.

Welber Barral, do MDIC, destaca que a Política de Desenvolvimento Produtivo, lançada pelo governo federal em maio, prevê aumento de 10% na participação de MPEs nas exportações até 2010, com medidas como os aumentos do limite de valor para a Declaração Simplificada de Exportação e do crédito para exportadores.

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: