Notícias


Erro da Receita encarece Supersimples

G1 – Portal de Notícias da Globo

Governo já pensa em compensação por meio de projeto de lei.
Salões de cabeleireiro, academias e escritórios estão entre os prejudicados.

Um erro na redação do Supersimples fez com que prestadores de serviço que aderiram ao programa de simplificação de pagamento de tributos – reunindo impostos federais, estaduais e municipais -tivessem aumento em vez de redução de impostos.

 

Acesse o site do Jornal Nacional

 

Os salões de cabeleireiro estão entre os mais prejudicados. O cabeleireiro Thony Rodrigues diz que o reajuste nos tributos de seu negócio ficará em torno de 40%, prejudicando sua capacidade de investimento.

 

 Projeto de lei

Para contornar o problema, o governo diz que um projeto de lei – já aprovado pela Câmara – pode servir de compensação aos segmentos prejudicados. Entretanto, isso só valerá se o projeto for aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Outras áreas do setor de serviços, como academias de ginástica e escritórios de contabilidade, também são afetadas pelo erro de redação, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Nesses casos, o aumento de tributos chega a 38%.

Após a divulgação do estudo do IBPT, na quarta-feira (1º), a Receita Federal admitiu que o erro prejudicou 90 atividades do setor de serviços.

 

 Migração

As empresas que já participam do Simples Federal migrarão automaticamente para o Supersimples, sem necessidade de novo cadastro. Esses empresários já podem consultar, no site do Simples Nacional, se possuem débitos que poderão impedir sua migração automática.

 

A Receita Federal prorrogou o prazo de adesão até 15 de agosto. As empresas que não quiserem mais aderir ao Supersimples podem pedir a exclusão até o fim do prazo. Estão autorizadas a participar do Supersimples empresas com faturamento anual de até R$ 2,4 milhões.

 

Até as 6h de terça-feira (31), o Comitê Gestor do Supersimples contabilizou 1,46 milhão de pedidos de adesão ao novo programa; outras 1,33 milhão de empresas já haviam migrado automaticamente. Deste modo, o Supersimples tem atualmente 2,79 milhões de empresas cadastradas.