Notícias


Empresas têm que cumprir seu papel social

Logomarca do veículo

Postura ética reforça imagem da organização, diz consultora

Da Redação

Em palestra ontem à noite, no Divino Bar, no lançamento do projeto Quarta de Negócios, a conselheira do Centro de Ação Voluntária de Curitiba, Márcia Vaz, disse ao empresariado maranhense que pensa em perenidade nos seus negócios e no fortalecimento da marca e imagem da empresa, que precisam estar atentos à importância da responsabilidade social.

“As empresas têm que se conscientizar do seu papel social. É lógico que a empresa tem que pensar em gerar lucro, mas também pensar a responsabilidade social como parte de seus negócios”, observou Márcia Vaz.

Mas advertiu que não basta somente o executivo querer. É fundamental que realmente haja determinação e que essa idéia seja multiplicada na organização, com o envolvimento dos funcionários. Aliás, o público interno e seus familiares devem ser o foco inicial da empresa nessa postura de responsabilidade social, baseado na ética e em valores, para que, depois, essa nova cultura seja expandida em benefício da comunidade.

Importância

Segundo Márcia Vaz, que é gerente de Responsabilidade Social de O Boticário, essa nova prática das empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, vem evoluindo no país nos últimos anos. Isto porque as empresas estão percebendo importância da responsabilidade social como um diferencial de mercado, que lhe garante condições de sustentabilidade e de sobrevivência.

“Antes, se vivia a era da qualidade. Hoje, tem qualidade e preço, mas as empresas estão buscando em ações de responsabilidade social o diferencial que agregue mais valor ao seu negócio”, comparou. A consultora lembrou, porém, que o empresário não pode pensar em imediatismo. Os resultados aparecem no médio e longo prazos, seja para o negócio, funcionários, fornecedores, consumidor e comunidade. E, para esses resultados aparecerem, faz-se necessário que a empresa tenha metas e planejamento de ações.

O tema “Empreendedorismo e Responsabilidade Social”, discutido ontem por Márcia Vaz com empresários maranhenses, foi a primeira palestra do projeto Quarta de Negócios, criado pela Cores – Comunicação e Responsabilidade Social.