Notícias


Empresas têm mais prazo para recolhimentos

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

As empresas terão mais prazo para recolher a contribuição previdenciária e o PIS e a Cofins, que financiam a seguridade social. Com isso, precisarão tomar menos dinheiro emprestado para cobrir suas necessidades de caixa.

O pagamento ao INSS, que era feito no dia 2 de cada mês, passará para o dia 10. No caso do PIS e da Cofins, o prazo aumenta em cinco dias, com o pagamento postergado do dia 15 para o dia 20.

De acordo com as estimativas, a medida não afetará o superávit primário, economia que o governo faz para pagamento dos juros da dívida, porque o pagamento dos tributos continuará sendo feito no mesmo mês.

Quando começou a discutir o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), a equipe econômica estudou medidas para desonerar a folha de pagamentos das empresas. Uma das propostas era mudar a base de cálculo da folha para o valor agregado pela empresa.

O problema é que setores intensivos em tecnologia seriam muito penalizados pela mudança. Já empresas com muita mão-de-obra ganhariam