Notícias


Empresas brasileiras conquistam os EUA, diz New York Times

Folha Online

da BBC Brasil

Empresas brasileiras estão entre as chamadas "multilatinas" que nos últimos anos estão conquistando grandes espaços do mercado americano, segundo reportagem publicada nesta quarta-feira no diário americano "The New York Times".

Gerdau, Embraer, Petrobras e Odebrecht são algumas das "intrépidas" companhias que, junto com outras latino-americanas, já respondem por investimentos da ordem de US$ 30 bilhões nos Estados Unidos –um significante aumento em relação aos US$ 8 bilhões registrados uma década antes.

"As novas multilatinas são empresas agressivas e capitalizadas, produto da liberalização dos mercados que afetou as economias latino-americanas nos anos 1990", escreve o repórter. "Seu alcance nos Estados Unidos e no resto do mundo está começando a atrair olhares."

Estima-se que 100 mil americanos trabalhem para empresas latinas, de um total de 5 milhões empregados por estrangeiros, diz a reportagem.

O jornal destaca a posição da Gerdau, que se tornou a segunda maior empregadora na cidade de Wilton, no Centro-Oeste americano. A siderúrgica brasileira "importa um novo estilo de gerenciamento e capital novo para modernizar e expandir uma velha usina e amansar um forte sindicato de trabalhadores".

De acordo com o artigo, apesar de os investimentos das latinas ainda serem pequenos comparados aos de multinacionais de países mais ricos, a sua taxa de crescimento é mais alta, revelando o processo de exportação de capital que começa a caracterizar as econômicas dos países emergentes.

"No ano passado, pela primeira vez, os US$ 26 bilhões investidos por companhias brasileiras no exterior superaram com folga os US$ 18 bilhões investidos por estrangeiros no Brasil", diz o artigo.

Em 2005, as companhias mexicanas investiram US$ 6 bilhões no exterior, diz o jornal.
Um relatório do Deutsche Bank sobre as "multilatinas" divulgado no mês passado prevê que o saldo de investimentos neste ano continue sendo "muito positivo" neste ano.