Logo Leandro e CIA

Empresas aderem à escrituração digital

Publicado em:

São Paulo, 4 de Abril de 2007 – O sistema de nota fiscal eletrônica já é realidade em diversas cidades e estados brasileiros. O modelo, de acordo com o diretor da Alliance Consultoria, Wilton Boldrini, traz mais integração e transparência na relação entre os contribuintes e o Fisco. E reduz a quantidade de declarações que as empresas têm que entregar. Além das prefeituras e estados, o governo federal também começa a trabalhar para informatizar o sistema.

A intenção é fazer um sistema uniformizado com informações contábeis e fiscais das administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios. Por enquanto, há um projeto piloto entre com estados e com o credenciamento de algumas empresas. "No começo (na implantação da nota fiscal eletrônica e do próprio Sped) houve uma resistência das empresas. Mas hoje as empresas estão bastante receptivas", garante Boldrini. E, apesar de não ser obrigatória, empresas já aderem às escrituração digital.

O Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) começou a ser desenvolvido em 2006. Ele é dividido em fiscal e contábil. O fiscal, que deve ser implantado a partir do início de 2008, tem o objetivo de substituir a escrituração tradicional e os livros fiscais por meios eletrônicos. Já o contábil, que começou a ser implantado em 2006, visa substituir tudo o que é produzido em papel. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) também prevê a implantação do Sped.

Uma das empresas que faz parte do projeto piloto é a Toyota. A empresa, que é assessorada pela Alliance Consultoria, emite 30 mil notas fiscais por mês, das quais 5 mil já são eletrônicas.

(Gazeta Mercantil/Caderno A – Pág. 12)(Gilmara Santos)

 

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos lhe ajudar hoje?
%d blogueiros gostam disto: