Notícias


Dólar deve recuar ‘em algum momento’, diz Paulo Guedes

ClickPB

 

 

 

 

 

De acordo com o ministro da Economia, a alta dos preços das commodities deve fazer com que moeda brasileira se valorize.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (30) que o dólar deve se desvalorizar em relação ao real diante do avanço dos preços das commodities.

Historicamente, as moedas de países exportadores de commodities – como é o caso do Brasil – se valorizam quando o preço desses produtos sobem no mercado internacional.

“As commodities subiram no mundo inteiro. O minério (de ferro) chegou a US$ 200, a soja subiu, o arroz (subiu). Está tudo subindo”, disse Guedes ao se encontrar com empresárias em São Paulo. “Se o Brasil produz tudo isso, e os preços sobem, nós estamos mais ricos. Então, o dólar em algum momento vai descer. Foi assim no início do ciclo de commodities lá trás.”

Nesta sexta-feira, o dólar avançou 1,76%, a R$ 5,4310. Em 2021, acumula alta de 4,70%.

Neste mês, um estudo realizado pelo Bank of America (BofA) apontou que o real é a moeda mais barata do mundo emergente e a que mais se depreciou durante a pandemia. Segundo o levantamento do banco, o valor justo do real é de 4,26 por dólar.

Mercado de trabalho
O ministro também voltou a destacar a criação de empregos formais apontada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em março, o Brasil criou 184.140 empregos com carteira assinada.

“Diferente do ano passado quando perdemos 1 milhão de empregos em dois meses, agora, fomos atingidos no auge da pandemia e estamos criando empregos na pandemia”, afirmou.

Nesta sexta, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a taxa de desemprego subiu para o patamar recorde de 14,4%. O levantamento do órgão engloba empregos informais e formais.