Notícias


Decreto disciplina contratação de auditorias externas

Jornal Correio do Brasil

O governador Sérgio Cabral, através do decreto n° 41.368, publicado no Diário Oficial desta segunda-feira, disciplina a contratação de empresa especializada em serviços de auditoria independente ou externa pelos órgãos de <a oncontextmenu="function anonymous()
{
return false;
}” onmouseover=”function anonymous()
{
hw7612997320659(event, this, 437882240); this.style.cursor=hand; this.style.textDecoration=underline; this.style.borderBottom=solid;
}” style=”CURSOR: hand; COLOR: #006600; BORDER-BOTTOM: 1px dotted; TEXT-DECORATION: underline” onclick=”function anonymous()
{
hwClick7612997320659(437882240);return false;
}” onmouseout=”function anonymous()
{
hideMaybe(event, this); this.style.cursor=hand; this.style.textDecoration=underline; this.style.borderBottom=dotted 1px;
}” href=”http://www.correiodobrasil.com.br/noticia.asp?c=140305#”>administração direta, empresas públicas, empresas de economia mista, autarquias, fundações e fundos especiais vinculados ao Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro.

Estão obrigadas a contratação de serviços de auditoria independente ou externa, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos – Cedae, pelo porte e volume de recursos mobilizados; os órgãos e entidades financiados por organismos financeiros nacionais e internacionais em que estes exijam a contratação de auditoria independente e os demais casos em que a legislação ou atos <a oncontextmenu="function anonymous()
{
return false;
}” onmouseover=”function anonymous()
{
hw17174007491659(event, this, 437882240); this.style.cursor=hand; this.style.textDecoration=underline; this.style.borderBottom=solid;
}” style=”CURSOR: hand; COLOR: #006600; BORDER-BOTTOM: 1px dotted; TEXT-DECORATION: underline” onclick=”function anonymous()
{
hwClick17174007491659(437882240);return false;
}” onmouseout=”function anonymous()
{
hideMaybe(event, this); this.style.cursor=hand; this.style.textDecoration=underline; this.style.borderBottom=dotted 1px;
}” href=”http://www.correiodobrasil.com.br/noticia.asp?c=140305#”>administrativos do Poder Executivo exigir.

A contratação dos serviços de Auditoria Independente ou Externa deverá ocorrer por certame licitatório. Nos casos de contratação fundamentada em dispensa ou inexigibilidade de licitação, a mesma deverá ser apreciada previamente pela Auditoria Geral do Estado. Nenhuma empresa de Auditoria poderá ser contratada por período superior a cinco anos, sendo vedada a renovação de contrato. A mesma empresa somente poderá voltar a prestar serviços à contratante após um intervalo mínimo de três anos.

Verificado que o serviço realizado não está de acordo com os termos do contrato celebrado entre as partes, a Auditoria Geral do Estado tomará as providências cabíveis a cada caso.