Notícias


Correção na tabela do Imposto de Renda vai beneficiar milhões de contribuintes

EXTRA ON LINE

Mariana Sallowicz – Diário de S.Paulo

No próximo ano, menos brasileiros terão que pagar Imposto de Renda (IR). Os trabalhadores que ganham até R$ 1.434,59 ficarão isentos do desconto do IR em 2009. Atualmente, apenas quem recebe até R$ 1.372,81 não paga. A mudança virá com a correção de 4,5% na tabela, prevista na Medida Provisória (MP) 340, editada pelo governo federal em 2006 ( veja um gráfico com as mudanças para 2009 ).

Quanto maior a correção, menos trabalhadores são tributados e menor é o número daqueles que pagam a alíquota mais elevada, de 27,5%.

Há duas faixas de contribuição, de 15% e 27,5%. O percentual de abatimento do salário ficará na menor alíquota, de 15%, para quem recebe até R$ 2.866,70 por mês. Hoje, apenas quem ganha até R$ 2.743,25 mensais tem este desconto. Já o maior imposto, de 27,5%, incidirá sobre quem recebe acima de R$ 2.866,70 – valor que, na tabela deste ano, ficou em R$ 2.743,25.

– Todos ganham com a correção da tabela, desde o trabalhador que ficará isento, até aquele que paga o maior percentual, mas que passa a ter uma parcela a deduzir do imposto maior – explicou Sebastião Luiz Gonçalves dos Santos, do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo.

Numa simulação, o especialista mostra que quem ganha R$ 2 mil por mês hoje, e paga R$ 255,88 de IR, passará a não desembolsar nada a partir do próximo ano.

Definição até 2010

O governo federal fixou os valores da tabela do Imposto de Renda até o ano de 2010. Todos os anos até lá, a correção da tabela será de 4,5%. Em 2010, o limite para isenção do Imposto de Renda previsto chegará a R$ 1.499,15. Pagarão a alíquota de 15% os trabalhadores com rendimentos mensais de R$ 1.499,16 a R$ 2.995,70. Já a faixa com os desconto mais alto ficará por conta dos contribuintes com vencimentos acima de R$ 2.995,70.