Notícias


Contabilidade Simplificada

 
 
Em reunião realizada no dia 4 de julho, a presidente do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim, o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon, representantes do Sebrae e a técnica em contabilidade e advogada tributarista, Marta Arakaki, reuniram-se com o secretário executivo do Comitê Gestor do Simples Nacional – CGSN, Silas Santiago, para discutirem sobre a Contabilidade Simplificada para as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Na oportunidade, a presidente do CFC entregou um ofício para o secretário, Silas Santiago, com sugestões emanadas pelo Grupo de Trabalho do CFC criado para esta finalidade. Maria Clara disse que o CFC está empenhado em contribuir CGSN, que visa regulamentar a Contabilidade Simplificada. "Queremos demonstrar o nosso compromisso com a sociedade", afirmou Maria Clara.

A presidente enfatizou ainda que a Contabilidade é um instrumento de proteção da sociedade e precisa demonstrar a real situação financeira e patrimonial das empresas.

O documento apresentado enfatiza que a Resolução 10, de 28 de junho de 2007, exige apenas a escrituração do Livro Caixa e de diversos livros fiscais, não se referindo à Contabilidade Simplificada, que ainda precisa ser regulamentada.

Para o Grupo de Trabalho, a contabilidade completa, ainda que de forma simplificada, traz mais benefícios ao micro e pequeno empresário que a simples utilização do Livro Caixa, o que não permite o registro de fatos importantes, como os direitos e obrigações, nem o levantamento das demonstrações contábeis que reflitam a situação patrimonial e financeira da empresa, indispensáveis para a obtenção de créditos e preservação dos interesses gerados pelas operações realizadas.

Maria Clara colocou à disposição do CGSN, a equipe de especialista na área contábil para prestar esclarecimentos a cerca do assunto.

O Grupo de Trabalho criado pelo CFC é composto pelos seguintes integrantes: Paulo Walter Schnorr, Domingos Orestes Chiomento, Eduardo Araújo de Azevedo, Marta Maria Ferreira Arakaki e Nivaldo Soares de Souza, sob a coordenação do primeiro.

 

Comunicação CFC