Notícias


Começa hoje prazo para declarar IR

FOLHAweb

 

 

 

 

Aplicativos e declaração previamente preenchida são novidades este ano

Começa hoje e segue até 30 de abril o prazo para que 27 milhões de contribuintes brasileiros entreguem a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2014. No Paraná, a expectativa da Receita Federal é de receber 1,68 milhão de declarações, pouco mais que os 1,628 milhão do ano passado. Dentre as novidades deste ano está o aplicativo para tablets e smartphones, opção ao tradicional programa de computador usado para prestar contas. A declaração previamente preenchida é outra inovação que promete facilitar a vida de alguns de contribuintes.

Os programas necessários para fazer a declaração via computador estão disponíveis para download no site www.receita.fazenda.gov.br desde o dia 26 de fevereiro. O assistente da superintendência da Receita Federal do Paraná, Vergílio Concetta, diz que os aplicativos para smartphones e tablets foram disponibilizados ontem, gratuitamente, tanto para sistemas operacionais Android quanto iOS. “Este ano os aplicativos estão oferecendo 90% das funcionalidades do programa, por isso, devem ser bastante usados”, acredita.

Concetta explica que outra inovação da Receita, a declaração previamente preenchida, pode ser usada apenas por contribuintes que tenham apresentado declaração de renda no ano passado e que tenham certificado digital. “Essa declaração vem com uma série de dados já preenchidos, basta o contribuinte confirmar ou corrigir, o que poupa tempo”, explica.

O contador Aldo Roberto Camargo, do Sindicato dos Contabilistas de Londrina (Sincolon), informa que a opção da declaração previamente preenchida é apropriada para quem tem apenas uma fonte de renda. Segundo ele, para obter um certificado digital o contribuinte deve procurar unidades certificadoras, como os Correios, e desembolsar algo em torno de R$ 100. “O certificado é uma senha digital e tem informações mais confidenciais, além das já apresentadas pelas empresas à Receita Federal”, explica.

Modelo

A Receita Federal oferece dois modelos de declaração: completo e simplificado. De acordo com o contador Aldo Camargo, o modelo completo só deve ser usado por contribuintes que tenham despesas passíveis de serem deduzidas acima de 20% do ganho bruto. “Ele deve somar os custos com saúde, educação, incluindo os dependentes, e ver se passa desse índice; se passar, a completa é mais indicada”, avalia. A escolha correta do modelo é essencial para que o contribuinte pague menos imposto ou receba a restituição justa.

Vergílio Concetta, da Receita Federal, informa que o limite para deduções pelo modelo simplificado este ano é de R$ 15.197,02. Segundo ele, durante o preenchimento da declaração o contribuinte vai sendo informado, por meio de avisos no canto direito inferior da página, sobre o modelo adequado ao seu rendimento e dedução.

Concetta diz que, tradicionalmente, 80% dos contribuintes deixam para entregar a declaração nos últimos dez dias de prazo, mas faz um alerta: “É melhor fazer no início para ter tempo de procurar os documentos necessários, procurar a Receita em caso de dúvida; se deixar para o último momento, o contribuinte pode ter dificuldades”.