Notícias


CIDE reduzida valerá até abril e custará R$ 91 milhões

Notícias Ministério da Fazenda

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta terça-feira a redução da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (CIDE) da gasolina em R$ 0,08/litro. Com isso, a alíquota da CIDE aplicada à gasolina passará de R$ 0,23/litro para R$ 0,15/litro. A medida entra em vigor a partir de sexta-feira (05/02) e vai até 30 de abril.

Mantega explicou que a mudança temporária do percentual da mistura de álcool anidro na gasolina (de 25% para 20%), que vigora de fevereiro a abril, pode elevar o preço da gasolina. "Com a medida, que valerá pelo mesmo período da alteração da mistura, mantemos a estabilidade do preço da gasolina".

A suposição do Ministério da Fazenda é que o preço da gasolina poderia aumentar cerca de R$ 0,10 o litro, em média. "Com o que nós estamos fazendo, o preço cairá também R$ 0,10, portanto estamos neutralizando o aumento", disse Mantega durante coletiva à imprensa. O custo da redução da CIDE é de R$ 91 milhões.

O ministro destacou que essa é uma política normal e lembrou que em 2008, quando houve a elevação do preço da gasolina, o governo também reduziu o preço da CIDE para neutralizar o aumento.

"Em 2009, aconteceu o contrário, caiu o preço da gasolina, nós recompusemos a CIDE de modo a deixar o preço estável", reforçou. "A política que nós temos usado nos últimos anos é de regularidade do preço, porque volatilidade não é bom", acrescentou.

Guido Mantega observou que, em função da safra de cana-de-açúcar, em dois meses haverá uma nova oferta de álcool de modo a reequilibrar os preços. Disse ainda que fatores sazonais, como problemas climáticos, menor oferta, aumento do preço e das exportações de açúcar, elevaram o preço do álcool.