Notícias


Carrefour compra Atacadão e se transforma em líder do setor no Brasil

da Efe, em Paris
da Folha Online

O gigante francês Carrefour anunciou nesta segunda-feira a compra da rede de hipermercados brasileira Atacadão por R$ 2,2 bilhões, transformando-se no "número um" do setor no Brasil em faturamento. Trata-se de uma das maiores operações no setor de varejo nos últimos anos.

O Carrefour informou em comunicado que o protocolo de acordo assinado com o Atacadão, que tem uma fatia de mercado de 4% no Brasil, prevê o pagamento dos R$ 2,2 bilhões por suas 34 lojas, 17 das quais localizadas no Estado de São Paulo.

Essa cadeia de estabelecimentos representa no total 214 mil metros quadrados de superfície comercial, 90% em propriedade e, no ano passado, efetuou vendas de R$ 4 bilhões, excluindo as taxas.

O grupo francês destacou que essa aquisição na área dos hipermercados de desconto lhe aportará "um segmento de clientela adicional" que complementa sua oferta de estabelecimentos.

O Carrefour se transforma agora no líder da distribuição alimentícia no Brasil em vendas, graças ao reforço de suas posições no Estado de São Paulo.

A companhia francesa, que contava até agora com 109 hipermercados, 34 supermercados da cadeia Carrefour – Bairro e 258 lojas de desconto Dia, registrou no ano passado R$ 12,6 bilhões de faturamento.

A última oferta oficial feita pelo Atacadão ocorreu há cerca de três anos, feita pelo banco Merril Lynch. À época, os donos acharam a proposta de cerca de US$ 650 milhões muito baixa.

Fundado nos anos 60 pelo empresário Alcides Parizotto, o Atacadão pertencia à família Lima e aos executivos Farid Curi e Herberto Uli Schmeil.

Ranking

A disputa no setor de supermercados no Brasil está mais acirrada nos últimos anos. Neste mês, foi divulgado que a rede Wal-Mart ultrapassou o Carrefour em 2006 e assumiu a segunda posição, atrás apenas do grupo Pão de Açúcar.

Em 2006, o faturamento do Wal-Mart pulou de R$ 11,7 bilhões para R$ 12,9 bilhões. O líder Pão de Açúcar registrou faturamento de R$ 16,1 bilhões em 2006, contra faturamento de R$ 15,8 bilhões em 2005 (quando somadas as lojas Extra Eletro, o valor de 2006 sobe para R$ 16,5 bilhões). O Carrefour, que ficou em terceiro, registrou leve alta de R$ 12,5 bilhões para R$ 12,6 bilhões de faturamento.

Com a nova aquisição, o Carrefour, que liderava a lista até 2000, assume a liderança.