Notícias


Carga tributária e juros são maiores problemas, revela pesquisa do Bird

Documento do Banco Mundial baseado em pesquisa realizada com 1.642 empresas brasileiras mostra que a carga tributária e as taxas de juros são consideradas pelo setor produtivo como os dois principais obstáculos ao crescimento das empresas. O relatório “Avaliação do Clima de Investimento no Brasil” recomenda que o país adote várias medidas para melhorar o ambiente de negócios.

Entre as sugestões estão mudanças na legislação trabalhista, como a “a permissão de um acesso mais liberal às contas do FGTS ou sua total eliminação”. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, de acordo com o relatório, ainda poderia passar por uma alteração de regras e a multa rescisória (paga aos trabalhadores demitidos sem justa causa) seria depositada em outro fundo: o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

O documento do Bird recomenda medidas nas áreas de infra-estrutura e defende que o governo mantenha um fluxo estável de recursos para recuperação das estradas. Há também preocupação com o setor energético, principalmente em algumas regiões do país como o Norte -área afetada por constantes problemas no fornecimento de energia.

A instituição multilateral também faz sugestões nas áreas de tecnologia, setor financeiro, governança e exportações. “No setor financeiro, a macro e a microeconomia somam-se para criar graves obstáculos para as empresas”, afirmou o coordenador do relatório e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, José Guilherme Reis.

O documento avalia que o governo deve continuar a elevar a capacidade do mercado de crédito e aplicar com mais eficácia a atual legislação. No quesito governança, o banco fala na necessidade de aumentar a transparência e eficiência do Judiciário. Também há referências à importância de reduzir a corrupção nos negócios, com mais controles públicos.

Divulgada ontem no seminário “Agenda Microeconômica: Evidências e Perspectivas”, organizado pelo Bird e a CNI (Confederação Nacional da Indústria), a pesquisa foi feita em 2003. Os participantes do seminário realizado ontem consideram que os dois principais problemas apontados pelas empresas -carga tributária e juros- continuam sendo obstáculos para o setor produtivo.